quarta-feira, 11 de junho de 2014

UM JEITO MIMIRABOLANTES DE SER



#VVPergunta – Blogagem coletiva: O que faz você pelo meio ambiente?

- See more at: http://vivoverde.com.br/VVPergunta_blogagemcoletiva/#sthash.1S73uLam.dpuf


Cresci ouvindo a minha mãe dizer que não era " sócia da light ".
A noite,logo depois do jantar,de escovar os dentes fechando rápido a torneira,mamãe nos colocava no quarto,se despedia e dali por diante podíamos conversar,desde que fosse na cama e com a luz apagada.
Sempre via mamãe juntar uma montanha de roupa para lavar no tanque e percebia que o ferro de passar só era ligado uma vez por semana.
As cascas das frutas,dos legumes logo eram colocadas dentro dos vasos de plantas.
A água da lavagem do arroz,servia para  a próxima rega.
Ela tinha o dedo verde.
Tem hoje em dia ,as mais belas plantas do jardim.
E junto a mamãe,tinha o meu pai que sempre nos falava do consumo.
Festas,datas comemorativas para ele eram pretextos dos comerciantes.
Era tudo motivo para se ganhar mais.
Papai trabalhava no comércio.
Cresci com os primeiros hábitos sustentáveis.
Nasci em berço de ambientalista.
Contudo,vivenciei todo o nascimento das novas tecnologias.
Com certeza,novos hábitos surgiram e estes de família sumiram um pouco.
Em 1981 comecei a trabalhar em uma escola,em Copacabana,no Rio de Janeiro e por coincidência a Coordenadora Pedagógica tinha práticas sustentáveis.
Ressalvo que as terminologias : Sustentável e Ambientalistas não faziam parte do vocabulário da minha época.
Mamãe era " Econômica " .
Papai era contra o " Consumo desnecessário ".
Pois bem,as embalagens dos alimentos ou dos produtos caseiros permeavam o trabalho Pedagógico dentro do Colégio Mallet Soares.
Anna Bruno e Mara Trindade eram adeptas do trabalho com " Sucatas " .
Então as caixas,os rolinhos de papel higiênico,as latas faziam parte do nosso dia a dia.
Fazíamos caminhos utilizando estas sucatas  para trabalharmos noções matemáticas:dentro , fora , em cima , embaixo e etc...
Construíamos castelos,torres,filas,fantasias.
Nas mãos das crianças entusiasmadas pelo incentivo de jovens Professoras ,as sucatas ganhavam vida.
Era muito gostoso começar o dia sentados na rodinha avaliando a " pesquisa do dia ".
E nos bilhetes escrevíamos: " Trazer amanhã uma embalagem do que você bebe no café da manhã "
E no dia seguinte,em uma sala de vinte e tantas crianças a alegria reinava.
E ali desenvolvíamos o vocabulário,as noções matemáticas,as atividades de coordenação motora fina e ampla.
Sempre no final da atividade ,fazíamos a culminância.
Ou seja: uma transformação das sucatas em algo programado e planejado pela Professora junto com o grupo de alunos.
e assim foi a minha vida toda.
Comecei a dar aulas em 1977.
Me aposentei em 2007 ,mas parei somente dois anos depois.
Quando finalmente deixei de dar aulas, procurei outras atividades para preencher o dia.
Um dia passeava, ia a praia,a shopping,cinema,museus,viajava.
A semana corria bem.
Os meses também.
Contudo,uma coisa começou a me incomodar :o que fazer com o meu lixo ( as sucatas )
Ora,sucata é LIXO produzido a partir de algo ou alguma coisa adquirida.
Foi aí,que eu comecei a guardar os meus " resíduos " palavra atual mais bonitinha para LIXO e resolvi levar sempre para  as Professoras amigas da última escola que eu havia trabalhado.
A Amora Educação Infantil .
Bem, eu não fiquei toda a minha vida no Colégio Mallet Soares " Malletzinho ". Entre um tempo e outro,trabalhei no Dínamis e mais em outras Escolas.
Em todas as Escolas sempre utilizei  as  sucatas pela riqueza de material e pelas vantagens que essas sucatas me davam: a palavra correta é  :CRIATIVIDADE .
Durante um tempo, as questões ambientais começaram a surgir.
Em 1983 ,precisamente no dia 5 de junho,nascia a minha primeira filha e era comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente.
Nesta época já estava bem dentro de mim as questões ambientais,o problema da Camada de Ozônio,o Lixão e todas as mazelas que o Planeta vem sofrendo.
Além do que , sendo mãe o aspecto educacional gerava outro enfoque.
Eu havia colocado uma cidadã no mundo.
Precisava educá-la,ser responsável pela segurança e bem estar dela.
Criei a minha filha,depois veio meu filho,dois anos e meio depois,de maneira natural.
Fiz parto normal,amamentei-os por dois anos cada ,levávamos uma vida saudável e ao mesmo tempo educava muito bem meus pequenos.
Íamos a praia sempre  com um saquinho para  acondicionarmos os nossos resíduos:pauzinho de picolé,papel da frutinha,etc...
Repetia as mesmas  frases da minha mãe ,assim como,fechava as torneiras,desligava a luz.
Em 2001,já com os meninos grandes descobri  que o Banco de Leite Materno,arrecadava " vidros com tampas de plástico " para o armazenamento de leite humano doado e posteriormente cedido à mães que não podiam amamentar.
Iniciei a coleta destes vidros e de lá para cá,já perdi as contas de quantos vidros  já coletei e entreguei lá.
Em 2008,nascia o blog e nele comecei a divulgar as minhas ideias.
O nome do blog foi criado da junção do meu apelido Mimi coma palavra Mirabolantes .
 " Mirabolant " vem do Francês que significa : excessiva,exagerada,extrema
E de 2008 para cá tenho desenvolvido inúmeras atividades sempre ligadas ao Meio Ambiente e atualmente à Solidariedade.
Neste meu trajeto todo posso dizer com certeza que  a prática solidária é também  sustentável.
De uma certa maneira vamos dando vida útil a uma determinada coisa.
Há algum tempo atrás, zapeando pela internet,conheci a Daiane Santana , do blog: www.vivoverde.com.br e ela me convidou a escrever sobre as minhas ações em prol do Meio Ambiente.
E ele ano,de 2014 ela me incentivou a fazer uma blogagem coletiva sobre o tema : O que eu faço pelo meio ambiente.
Então está aqui: eu economizo água,eu aproveito todas as horas claras do dia,eu reaproveito a água,eu faço compostagem orgânica,crio minhocas,faço compostagem das fezes dos meus cães,composto galhos e folhas secas,faço costuras solidárias,reutilizo tudo , coleto matéria prima para Artesãos ,faço caridade,faço Oficinas com crianças e adultos sempre utilizando o lixo ,conto história,faço Palestras para crianças e adultos também, divulgo o trabalho de pessoas que tem as ideias interessantes ligadas a preservação .
Amo a Natureza . 
Amo os Animais .
 Preservo o Meio Ambiente.
Eu  Mimirabolo  por aí,e te convido a Mimirabolar também.
                                  Monique Futscher


 REpensar // REcusar // REduzir // REutilizar // REencaminhar //REtornar // REstaurar //REadiquirir //REaproveitar //REciclar























12 comentários:

Soraia disse...

Muito prazer, Monique Mirabolante! Já vi que vou ter muito o que aprender com você! Sucesso sempre! Abraço,
Soraia

Soraia disse...

Muito prazer, Monique Mirabolante! Já vi que vou ter muito o que aprender com você! Sucesso sempre! Abraço,
Soraia

Soraia disse...

Muito prazer, Monique Mirabolante! Já vi que vou ter muito o que aprender com você! Sucesso sempre! Abraço,
Soraia

Anne Lieri disse...

Que legal sua história,Monique! Adorei conhecer e nela há muitas lições para todos nós! bjs,

Mimirabolante disse...

Oi,Soraia
Seja bem vinda!
Abraços , Monique

Mimirabolante disse...

Anne Lieri
Bom ver você por aqui!
beijocas

Crimson disse...

Muito bacana sua história! Uma ótima forma de comunicar para as pessoas formas de ter uma vida em mais harmonia com nosso meio ambiente.

Crimson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Crimson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ONG ALERTA disse...

Boas lições e serem seguidas nas escolas, educar é o melhor investimento para o meio ambiente.
Beijo Lisette.

Mimirabolante disse...

Obrigada Crimson pela visita e a vc tbm Lisette que sempre acompanha o meu trabalho.

ONG ALERTA disse...

Beijo Lisette.