quinta-feira, 4 de novembro de 2010

RECORDANDO

Revendo as fotos da minha viagem e ao mesmo tempo ouvindo/vendo o Jornal Nacional,percebo como as desigualdades são comuns no mundo todo. Na China ,o censo irá chegar ao número da sua população.No Brasil,este anos após os números do censo,os índices do IDH ,a economia,a política,enfim,tudo nos mostra as desigualdades sociais,o empobrecimento de várias classes,as injustiças e etc...Quando chegamos em Buenos Aires,como havíamos contratado na agência de viagens,uma pessoa para nos buscar no Aeroporto,a guia,fez questão de fazer um passeio pela cidade mesmo a noite para que pudessemos nos familiarizarmos,um pouco com a cidade.No nosso grupo,todos estavam indo pela primeira vez.Tudo era novidade.Vimos uma cidade bem iluminada e com uma aparência de uma cidade limpa,bem cuidada.Nos primeiros passeios que fizemos a pé,notamos um cuidado com as plantas,as árvores.Neste dia,muitas árvores estavam sendo podadas.É comum em Buenos Aires a presença de monumentos. A cidade sofreu a influência de artistas estrangeiros.Cada monumento tem uma história,uma razão para estar ali.É claro que em alguns pontos da cidade,também existe sujeira ou falta de cuidados.Porém,de maneira geral,vi muita limpeza e muita organização.Já fiz uma postagem anterior a essa,onde comentei sobre o desconhecimento de alguns argentinos em relação a reciclagem.Um dia,estavamos voltando para o hotel a pé,e vimos um rapaz com um saco enorme de plástico no meio do centro da cidade.Ele estava organizando a sua coleta.Conforme fomos andando,vimos mais e mais sacos enormes e no meio das calçadas.Os catadores vão agrupando os sacos em diferentes pontos da cidade e bem tarde da noite,irão se dirigir com seus carrinhos de mão( nossos burros sem rabo )até a estação de reciclagem para vender os seus produtos oriundos do comércio local.Parei para conversar com vários deles.A princípio se mostraram arredios,pois,ao me verem com a camera nas mãos,não entendiam bem o que eu queria.Um deles,um brasileiro,conversou comigo e contou que catava todos os tipos de materiais:papéis,papelão,vidro,latas,plásticos,PETs,etc...Apesar de comentar a facilidade de vender,desconhecia o resultado final do seu trabalho.Ou seja,não soube me dizer se o que vendia iria ser reciclado.Uma amiga minha,estranhou quando eu comentei que via as suas sendo varridas,lavadas e a quantidade de lixeiras com sacos plásticos espalhadas pela cidade.Eu vi.E também vi,pessoas dormindo embaixo de viadutos.Um dia ,passeando pela Florida,vi mulheres com seus bebês de colo,sentadas pedindo esmolas,na porta do Shopping Pacífico,um dos mais bonitos.É uma triste constatação.Em todo o mundo existe a pobreza,a desigualdade.A luta do ser humano para sobreviver.Fizemos um passeio de ônibus,e passamos por uma favela.Confesso que achei (pode ser uma impressão minha)não sou dona da verdade,mais empobrecidade e desorganizada do que as nossas favelas.Hoje no Brasil está sendo comemorado o dia da Favela.Várias ações aconteceram hoje no sentido de mostrar ao mundo como alguns de nós vive.
As fotos foram feitas por mim .São fotos que retratam um passeio que eu fiz.Uma visão minha.
Tenhos outras fotografias legais dos monumentos.Quem sabe depois posso postar.
Beijocas.


6 comentários:

citadinokane disse...

Mimi,
Triste realidade...
Um forte abraço,
Pedro

Mimirabolante disse...

com certeza !!!!bjcas,Monique

Bergilde Croce disse...

As duas faces da moeda que todo turista deveria conhecer visitando uma cidade.Monique meu abraço e referi seu blog com o prêmio dardos.A imagem está no blog belli ricordi.Abraço grande!

Mimirabolante disse...

Obrigada minha amiga !!!bjcas

Chica disse...

Ficamos realmente fazendo essas comparações.Triste,né?beijos,chica

Mimirabolante disse...

Com certeza Chica.....bjcas