domingo, 10 de janeiro de 2010

AINDA SOBRE A MINHA VOLTA......



Fiquei fora do Rio de Janeiro,uns 15 dias.Aproveitei para plantar bastante,cuidar das minhas plantinhas e dos meus cachorros.Tive oportunidade de apreciar diversos pássaros voando em liberdade.O joão-de-barro passou estes dias todos em construções frenéticas,aliás,estou lotada de ninhos.Fiquei a maior parte dos dias em Miguel Pereira,só que aproveitamos , demos uma esticadinha e fomos visitar Vassouras,Mendes,Barra do Piraí,e aproveitamos para conhecer Conservatória.Uma ressalva.Eu fiquei muito triste,pois achei a cidade de Miguel Pereira suja e abandonada.A coleta de lixo que geralmente é feita por um caminhão nojento,caindo aos pedaços e com os rapazes enfiados em meio ao lixo,quase não aconteceu.O lixo da maioria das casas,jogados no chão ,calçadas,portas.Um horror.Como sempre,eu fiz a minha parte.REcusei sacolas,embalagens de isopor,sacos transparentes.REutilizei o que pude,até fui mais criativa na cozinha reaproveitando as sobras do natal.REduzi também as minhas compras,levando para casa somente o que iria usar.E encaminhei para a REciclagem todas as PETs,as latas,as garrafas de vidro,os jornais que foram usados nestes dias.É fácil ajudar a natureza.É somente uma questão de hábitos.Nas outras cidades por onde passei,vi tudo limpo,bem cuidado.Fiquei em uma Pousada em Conservatória,a Pousada Martinez ,onde os donos construíram,dentro de um grande espaço,vários locais para colocarem todas as embalagens que são utilizadas pelos hóspedes e pela própria Pousada.Ou seja,vc bebia a sua água,deixava a garrafinha em cima da mesa e ela era recolhida e encaminhada para este galpão.O detergente,ou qq outro tipo de material,tbm ía para este espaço.Tudo separado por categoria.A foto não está muito boa,porém,dá para se ter uma ideia.No final do mes,um caminhão pega todos os resíduos ensacados e levam para Volta Redonda e de lá são vendidos ou encaminhados para uma Estação de Reciclagem.
Na outra foto,outra compostagem que eu estou fazendo no sítio.Desta vez,o meu caseiro fez um buraco quadrado e lá está sendo jogado toda a grama que foi cortada neste início de ano.Esta época de verão quando as chuvas são mais abundantes,a grama cresce com rapidez.O buraco é remexido diariamente sempre que recebe uma quantidade nova .Não tem nenhum escoamento.Vi este processo em um programa rural,onde o fazendeiro vai fazendo vários buracos e assim que estão bem cheios,ele abre novos buracos.Ele explicou que desta maneira o solo em volta vai sendo adubado naturalmente.Espero ter entendido a reportagem e estar fazendo direito.Qualquer coisa,pode deixar a sua dica que eu corrijo.
Beijocas.

5 comentários:

Graça Tristão disse...

AMIGA GOSTEI DESTA DICA DA GRAMA... VOU FALAR COM MEU MARIDO PARA FAZERMOS ISSO TAMBÉM!
PAZ E LUZ NO SEU CORAÇÃO...
BJS
GRAÇA

LUCIA ZANI - ARTES PLÁSTICAS disse...

oi Mi que bom que voltou.... beijinhos , ando um pouco atarefada aqui tá um frio de matar... e tenho escrito pouco no blog , mas na semana que vem recomeço a todo vapor... feliz 2010 e muitos beijinhos

Mimirabolante disse...

Graça,faz sim........está ficando legal !!!!!Oi ,Lucia......vou te aguardar!!!!bjcas

Luiza disse...

Essas dicas são bem importantes, porque pessoas que tem a oportunidade de ler e aprender podem fazer e passar adiante.
Como sempre valeu pela dica.
Bjs
Luiza

Lola disse...

Amei a postagem do passarinho e amei seu enfeite,rsss...
Aqui, achei o máximo a parte da pousada, para reciclar. Como eu gostaria de ter um espaço assim!
Quanto a grama, achei legal, acho que meu pai não sabe, ele joga nas bananeiras restos e cascas de legumes, frutas, etc, isso serve como adubo. Neste seu caso, se houver muita grama, para onde vai a terra do buraco?
O que gostaria de saber, se você puder me ajudar, é como dar sumisso no meu mato, apesar de ter um espaço pequeno, me recuso em cimentar tudo. Tenho minhas flores, poucas, mas tenho, e aqui o mato cresce rápido e minha acerola que plantei com meus filhos,também cresce muito, não a deixo passar da altura do muro daqui, (o que já tem mais de 2 metros) mas, a poda também dá muito galho fino e como você sabe, sou contra o fogo por causa do gás carbônico que a fumaça produz. Como faço para me desfazer desse "lixo"? Tento não mandar pelo caminhão de lixo pois gastaria muita bolsa plástica e também sabe minha briga para que peguem menos e que reciclem ou vendam essas sacolas plásticas para o ferro velho, eles compram! Porém, voltando mais uma vez ao assunto, se souber, me fale como dar fim nesse mato!!! Lembrando que não tenho espaço, aqui é pequeno.
Beijo, linda!!!